Ouve-se pelos quatro cantos do Brasil sobre um movimento de  politização que é nada mais, nada menos que o processo de tornar um indivíduo  capaz de reconhecer a importância  e a necessidade da ação política no espaço em que se vive.

Mas se reconhecemos a importância desse ato e vivemos em um país que se denomina democrático, onde foi que tudo se perdeu  e por que estamos criando uma cultura de ódio entre pessoas que se querem bem?  Será que tudo é uma disputa  entre direita e esquerda e mais nada? Estamos mesmo servindo de “massa de manobra”?

DIREITA X ESQUERDA

Os termos esquerda e direita foram usados a princípio na Revolução Francesa em 1789, para distinguir os partidários do rei ( os da Direita) e os simpatizantes da Revolução ( os da Esquerda). As diferenças entre as ideologias de esquerda e de direita estão ligadas aos direitos dos indivíduos e o poder que o governo exerce sobre a sociedade.

A esquerda afirma  que a sociedade fica mais organizada  quando o  Governo ocupa um papel mais  atuante com o intuito de garantir direitos e promover a igualdade. Os partidos de Direita  são mais conservadores e com uma ideologia voltada para  os direitos individuais e as liberdades civis como  prioridade, minimizando o  poder do Governo.

Partindo dessa afirmativa, podemos  entender que para o  trabalhador com renda restrita (proletariado),  o mais conveniente seria optar pelos planos de governo dos partidos de esquerda, uma vez que, a  ideologia desse segmento visa promover igualdade.

Existe  um consonância  mundial que afirma que a Esquerda é progressista,  socialista e  comunista,  enquanto a Direita é caracterizada pelo neoliberalismo, pelo conservadorismo, o Elitismo e  o Nacionalismo e pelo  direito à diferença econômica, isso não sou eu  falando e sim a História. Agora, se entendemos que, em sua grande parte, a visão da Direita é  conservadora e  protetiva da ordem social já instalada no contexto histórico,  encontramos aqui o eleitorado desse segmento. Óbvio que os eleitor desse segmento não seria o  trabalhador comum, assalariado, que necessita de transporte público, de escola pública, do SUS e da Segurança Pública.

O que eu não entendo é onde está a dificuldade do POVO BRASILEIRO em se unir em prol dos seus direitos? Quando vamos perceber que estamos assinando nossa própria exploração? É uma questão simples de JUSTIÇA SOCIAL.

Fato é que política tem que ser debatida sim, tem que ser conversada sim. Temos  que trocar ideias,  verificar as  informações dos  candidatos que estão buscando nosso voto de confiança. Se não falarmos no assunto,   vamos acreditar que podemos trocar o direito de termos Segurança Pública de qualidade   por um canhão na cintura pra resolver qualquer contratempo. Vamos acreditar que direito a ensino de qualidade só para quem pode pagar e que Saúde não é  uma obrigação do Governo  e sim você e eu que teremos que tirar a comida da mesa para pagar o médico na hora da doença. Nós pagamos pelo nosso direito de termos Segurança, Saúde e Educação de qualidade, não vamos cair no conto do vigário, não vamos aceitar qualquer um que se apresente em “nome de Deus”, ou qualquer cara bem instruído que fala bonito, por que assim aprendeu a fazer. Vamos nos unir e buscar um Brasil mais justo e humano. Vamos respeitar a opinião de todos sem desfazer  vínculos  com pessoas de nosso circulo social por uma disputa entre  direita ou esquerda, não vale a pena, aqueles que estão no poder de GERAÇÃO EM GERAÇÃO não estão interessados em uma situação sócio econômica de qualidade para todos.  Nós pagamos a conta deles, temos direitos que nos são amputados todos os dias! Deixe que eles se entendam, não vamos comprar a briga de peixe grande, vamos comprar a NOSSA BRIGA, estudando cada um desses candidatos  para fazer valer nossa voz nas Urnas e ponto final.

VOTE CONSCIENTE 

 

Sobre o Autor

Dan

Dan

Post Anterior

Racismo no Brasil

Próximo Post

Independência ou morte!

Sem Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *