RESENHA

Por qual motivo esse governo tenta desmerecer o brilho do professor Paulo Freire?

Entra em cena, Paulo Freire,   a representatividade mais  brilhante  e esclarecida  da importância da consciência crítica e antiautoritária, esclarecendo, professores e alunos ensinam e aprendem juntos.

Nascido em 19 de setembro de 1921, o pernambucano, Paulo Reglus Neves Freire foi um grande educador e  filósofo brasileiro. Defendia a ideia da escola ensinar a “leitura do mundo” para assim  atuar e  transformar de forma crítica, a sua existência perante à sociedade.

Paulo Freire era opositor dos  privilégios das classes dominantes, que sempre impediram a  maioria de usufruir bens produzidos pela sociedade como um todo e certamente,  por sua posição política, hoje, o atual governo busca, de forma falida e imprópria, desmerecer todo o  trabalho  produzido pelo educador. CLIQUE AQUI e veja a ideologia desse novo Governo. É tanta mentira se referindo  as obras do pedagogo que o Instituto Paulo Freire disponibilizou um curso gratuito sobre o assunto. CLIQUE AQUI e veja  o conteúdo.

O educador Paulo Freire defendia  uma educação baseada no diálogo, onde estudantes  e professores  são seres produtores do mais variados saberes e a função exercida por um Educador, na visão de Paulo Freire,  é justamente  preparar seus alunos  para desempenhar papéis críticos sociais, baseados na realidade em que eles vivem e não com base na  manipulação midiática.

Através de algumas frases do mestre Paulo Freire podemos enxergar a importância do senso crítico na sociedade. Confira comigo.

Paulo Freire disse:

  • “Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor”. Essa frase é  a afirmativa de que os privilegiados não perderão o seu posto, pelo simples fato de que  a educação defendida por  Paulo Freire  caminha rumo à libertação dos oprimidos e não à tirania da “Casa Grande”.
  • “É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, de tal maneira que num dado momento a tua fala seja a tua prática”. Nessa frase, a afirmação é pontual. Falar da boca pra fora não conta, é preciso mostrar através das atitudes, do senso crítico e da sua posição perante a realidade humana, é preciso defender sua posição política perante a sociedade. Abrir mão de atuar perante a sociedade nem sempre é positivo e muitas vezes te faz parte de um grupo de opressores.
  • “Eu sou um intelectual que não tem medo de ser amoroso, eu amo as gentes e amo o mundo. E é porque amo as pessoas e amo o mundo, que eu brigo para que a justiça social se implante antes da caridade.” Bom, aqui não precisa acrescentar absolutamente nada. JUSTIÇA SOCIAL!
  • “Que é mesmo a minha neutralidade senão a maneira cômoda, talvez, mas hipócrita, de esconder minha opção ou meu medo de acusar a injustiça? Lavar as mãos em face da opressão é reforçar o poder do opressor, é optar por ele.” Infelizmente a sociedade está sofrendo desse mal. Oprimimos a nós mesmos quando favorecemos os privilégios da “Casa Grande”.
  • “Educação não transforma o mundo….Educação muda as pessoas….Pessoas transformam o mundo.”  É preciso lutar pelo nosso direito de uma Educação que favoreça não só a classe elitista brasileira, é preciso valorizar e discutir o direito ao Ensino Público de qualidade com a finalidade de transformar nossos estudantes em seres pensantes e não mais alienados.
  • “A humildade exprime uma das raras certezas de que estou certo: a de que ninguém é superior a ninguém.” Todos nós representamos  a história do Brasil, somos parte de tudo isso e devemos atuar como tal, através da nossas experiências. Entenda que, se eu ou você não estudamos o “suficiente”, acredite, é pelo fato de que no Brasil quem tem dinheiro tem privilégio e ESTUDAR nem sempre é uma opção, ou nem sempre é uma oportunidade oferecida à todos. É muito importante também não confundir  humildade com vassalagem! Aqui, o filósofo simplesmente aponta a importância do ser, independente da sua classe social ou das suas posses.

A última que vou mencionar, proferida por  Paulo Freire  é a cara do BRASIL HIPÓCRITA que vivemos. Essa fica para reflexão.

Veja aqui um pouquinho da história e não caia na mediocridade daqueles que oprimem o povo!  Assista, você não vai se arrepender!

Precisamos mudar, precisamos ir à luta! É preciso fazer parte e atuar, não só de boca, mas se posicionar, não se vender e acreditar que DIREITOS ADQUIRIDOS não podem ser banidos. A Constituição é para todos. Clique aqui e conheça a Organização do Trabalho Pedagógica de Paulo Freire.

Caso esse post seja uma grande bobagem para você, certamente estamos falando com  um indivíduo que já tem a “vida ganha” e sua realidade é regada a privilégios,  mas se a sua realidade vai de encontro com essa história,  certamente você faz parte da grande maioria desse povo, que é  digno de muito respeito e compreensão e que por muitas e muitas vezes é oprimido, explorado e mau interpretado por aqueles que detém o PODER!

Até  a próxima!

Sobre o Autor

Dan

Dan

Post Anterior

Esquerda ou Direita. Existe um lado mais justo para o povo?

Próximo Post

Brechó - Vamos "garimpar"?

Sem Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *