RESENHA

Sociedade doente

O BRASIL VAI MAL!

Vocês já ouviram aquela frase que diz: “Façam o bem, pois o mundo vai mal?

Ontem, no Fantástico, uma matéria me chamou muito a atenção. Era a história de uma mãe e seu filhinho de cinco que depois de 11 horas dentro de um hospital, veio a falecer. Veja aqui. Essa é uma notícia das milhares que vemos durante um dia. Se pararmos para assistir os jornais, aqueles “sensacionalistas” veremos o quanto esse país é desigual e cruel.

Violência

Vemos jovens  entrando em escolas e disparando tiros contra estudantes e profissionais da educação. Vemos milícia atirando contra pessoas, sejam elas, crianças, jovens ou idosos. Mulheres e homossexuais violentados até a morte por homens delinquentes. Vemos enchentes levando tudo embora, inclusive vidas. Vemos grandes empresas com a Vale matando e ficando impune. Presenciamos dias onde um Governo eleito por votos apresentar um  plano de governo que faz apologia   à tortura, a crueldade e ao preconceito e passando ileso perante a Justiça brasileira. Vemos uma sociedade  doente exaltando a Ditadura, comemorando algo inaceitável em um país democrático.

Vemos, todos os dias, políticos vivendo de regalias, roubando a todos e tudo terminando em “pizza”. Jovens da periferia entrando em “ciladas” por falta de oportunidades. O mesmo delito ser tratado pela justiça seguindo de formas desiguais, claramente ricos e pobres tratados de forma distinta. Tudo aqui tem um preço e quem não pode pagar fica às margens.

Mães chorando por seus filhos, cuidando sozinha de toda uma casa, vivendo de um salário miserável. Pais que terceirizam suas tarefas por dinheiro.  Vemos jovens promissores do futebol morrerem por falta de responsabilidade de um grande clube brasileiro.

Corrupção

Pactos políticos  privilegiando empresários, povo  esquecido. Cobranças de taxas e mais taxas e nunca um Governo consegue converter essas arrecadações  em bens sociais, tais como:Educação, Saúde e Segurança Pública. Nós pagamos as contas da Corrupção! Taxa de desemprego às alturas, salário mínimo de 954,00, dólar rasgando nossa economia, filas e mais filas nos hospitais, atendimento precário, privatizações, mídia comprada criando “massa de manobra”.

O que esperar para o futuro? 

Talvez, se as pessoas  acreditassem que existem direitos que não são negociáveis e que existe uma constituição que rege esse território justamente para garantir esses direitos, talvez pudessemos melhorar a vida, uns dos outros.

Talvez se a classe trabalhadora, que move o  país e que faz a economia acontecer,  buscasse seus direitos e uma remunerção digna e sustentável, talvez a periferia não sofresse tanto.

Se a classe trabalhadora se identificasse como tal, poderíamos melhorar.

Os corruptos se engrandessem quando o povo se divide. A única classe que é dividida por falta de conhecimento, é justamente  a classe que detém o poder, deveria deter o poder, caso tivesse a consciência de sua realidade.

 

 

Sem Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *