RESENHA

Visconde de Mauá

Entra em cena, Visconde de Mauá,  um lugarejo  que fica entre o  estado do Rio de Janeiro e  Minas Gerais. 

A foto da ponte explica que, para o lado de cá estou no Rio de Janeiro, ao atravessar para lá, já estou nas Minas Gerais. 

A região é uma  área de preservação ambiental, dentro da Serra da Mantiqueira, e fica a 1200 metros de altitude. A principal atração do povoado fica por conta das  belezas naturais repletas de cachoeiras  e  a gastronomia também é um atrativo. Visconde de Mauá esta repleta de passeios por suas vilas.  Veja duas atrações imperdíveis:

  VALE DO  ALCANTILADO

Antes de falar das belas cachoeiras desse lugar,  vou dar uma dica: Não deixe de passar na pastelaria do Alcantilado. Os pastéis que experimentei são os melhores que já comi, além de serem muito saborosos, são  sequinhos, parece que foram  assados e não fritos. Tem uma variedade de recheios, inclusive veggie.  Bateu a fome? É só se  deliciar com os pastéis sequinhos, sucos e vitaminas.

Mas, voltando para as belezas naturais, o Sitio das Cachoeiras do Alcantilado é um lugar espetacular,  rico em vegetação e a caminhada pela trilha é bem sinalizada. Por conta de ser uma área privada, logo na chegada, paga-se uma pequena taxa por pessoa, mas a cobrança não é um valor muito significativo e dá para fazer. A palavra  alcantilado tem por sinônimo, lugar ingrime, ladeirento que faz referencia a uma cachoeira que fica bem no alto. A caminhada é de 3 km, ida e volta. O trajeto ecológico é coberto por uma vegetação exuberante com  pássaros e  borboletas, e conforme vamos subindo, as cachoeiras vão dando o ar de sua graça. O passeio é inesquecível, para quem gosta de se aventurar em trilhas, tá aí um lugar incrível para desfrutar e registrar belas paisagens.

Veja as fotos

 

CACHOEIRA DO ESCORREGA – MAROMBA

Aqui está o outro passeio que mencionei. Eis o cartão postal desse vilarejo, a Maromba. A cachoeira da Maromba lembra um  tobogã e foi  esculpido por forças naturais. A história conta que  um determinado dia e mês do ano de  1966, após uma tempestade que levou a uma cabeça d´água  , essa rocha formou essa estrutura. Esse tobogã natural desemboca  numa piscina de águas  cristalinas e é a sensação dos moradores e visitantes desse lugar. A água é bem gelada! Aqui você desfruta da paisagem e ainda pode se banhar! Incrível.

GASTRONOMIA

Não posso deixar  passar o post sem falar da  gastronomia local. Rica e saborosa. Estabelecimentos charmosos que oferecem   uma variedade de gostosuras, tais como,  chocolate quente,  doces de leite e geleias, biscoitos e pães caseiros, queijos e vinhos. Tem uma ruazinha recheada dessas delícias e dá até pra fazer um apanhado de lembrancinhas para família e amigos.

Um lugar que eu gostei de comer foi o  GOSTO COM GOSTO . Esse restaurante é a maior representação da comida mineira do local, comandado pela chef  Mônica Rangel desde 1994. O restaurante oferece até um empório repleto de  produtos artesanais. O lugar vale uma visita, estão praticamente a 25 anos oferendo comida boa, valorizando  a cozinha brasileira. Super indico!

Além de tudo isso que foi mencionado, vale ressaltar que no friozinho, o lugar é reduto dos casais que gostam de romantizar a relação. A dica é boa e vale conferir, muitas pousadas dispõe de belas  lareiras para aquecer  o ambiente. Se você ainda não conhece, vale a pena passar um final de semana por aquelas bandas e se já conhece, compartilhe sua experiência e nos conte um pouco mais sobre esse cantinho escondido em terras brasileiras.

Até a próxima, bjos! 

 

 

 

Sobre o Autor

Dan

Dan

Post Anterior

Brasilidade à mesa

Próximo Post

A arte de ensinar!