A gente ta ouvindo o tempo todo essa palavra, em cada esquina tem alguém mencionando o fascismo  e por isso chegou a hora de simplificar.

Até por que o nosso país é tão desigual que uma boa parte das pessoas daqui são ou foram alunos de uma escola pública e pouco isso nos é apresentado e abordado, de fato a maioria não se apropria e nem tem conhecimento dessa parte da história. Não estou desmerecendo a Escola Pública, sou totalmente  defensora da mesma, a culpa  é do SISTEMA que rege essa nação  e  trabalha mediante ao quanto se  pode pagar. Sem mais delongas, vamos ao que interessa.

Fascismo, o que é isso?

Fascismo foi uma IDEOLOGIA POLÍTICA  criada depois da primeira gerra mundial, esse sistema político começou na Itália. A visão era  ultranacionalista e autoritária, antidemocrática, antissocialista e anti-operário. O poder se concentrava  no ditador. Dois nomes bem conhecidos podemos citar: MUSSOLINI E HITLER.

Quando se fala em fascismo podemos logo lembrar das barbaries cometidas por países adeptos. Mussolini foi o ditador responsável por centenas de milhares de mortes, durante o regime fascista que vigorou nesse país entre 1922 e 1943. Aproximadamente  duzentas mil pessoas   foram executadas. A estimativa da totalidade de mortes resultantes desse movimento político, incluindo a pobreza, a doença e a fome, estão entre  1,4 a 2,2 milhões numa população de cerca de 7 milhões. O fascismo sucumbiu com a derrota na Segunda Guerra Mundial dos países adeptos a esse movimento, tais como,  Alemanha, Itália e Japão.

Quem mais aderiu a essa Ideologia Política? 

Além da Itália e da Alemanha, registraram-se movimentos fascistas de destaque na Áustria, Bélgica, Grã-Bretanha, Finlândia, Hungria, Romênia, Espanha bem como na África do Sul e Brasil, sim, BRASIL. 

Brasil e o Fascismo

No Brasil, a AIBAção Integralista Brasileira foi um movimento político brasileiro, pregado por Plínio Salgado com ideais  nacionalistas,  conservadores  e tradicionalistas católicos de extrema-direita. A AIB – Ação Integralista Brasileira,  firmou-se como uma extensão desse  movimento de nome FASCISMO.

Para lutar contra esse regime e com intuito de cessar o movimento fascista no Brasil , criou-se a ANL –  Aliança Nacional Libertadora,  uma frente de esquerda de  caráter anti-imperialista, antifascista e antiintegralista. O  objetivo era combater a influência fascista que se ampliava no  governo de Getúlio Vargas, e suas reivindicações eram:

  •  Cessar o pagamento da dívida externa;
  • Governo mais popular e democrático;
  • Reforma agrária;
  • A garantia da liberdade pública e política;
  • Distribuição de terras para os pequenos agricultores;
  • Proteção para  pequenos e médios proprietários;
  • Empresas estrangeiras nacionalizadas.

Esse movimento foi interrompido por Getúlio com base na Lei de Segurança Nacional, que ordenava o fechamento da ANL. Essa disputa entre o regime fascista e a ANL,  levaram  o país para a um golpe de Estado, que fechou o Congresso e cancelou as eleições, mantendo Getúlio  Vargas no poder, instituindo assim uma ditadura, chamada Estado Novo. De lá para cá muito se conquistou, mas sempre através de  movimentos populares e de esquerda. Também temos as marcas de  uma ditadura que deixou feridas e muitas mortos. Não queremos mais viver sob os olhares de um ditador. Nunca mais! O povo merece o DIREITO DE TER DIREITOS. Saiba que o povo só vai ser ouvido se conhecer seus direitos e lutar por eles e não pela perda deles.  De acordo com o livro “Direito à memória e à verdade”, que publicado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República durante o Governo Lula, temos a marca de 475 pessoas mortas ou desaparecidas por motivos políticos daqueles anos.

Conclusão

Analisando toda a história do fascismo, que falsamente pregava benfeitorias para todos que haviam sido devastados com o resultado da Primeira Guerra e o Tratado de Versalles , esse regime político simplesmente estava associado  às prisões, torturas e assassinatosde qualquer indivíduo que se opunha as regras do ditador. Esse movimento levou  a Itália à Segunda Guerra Mundial, ao lado da Alemanha nazista de Hitler, e , Mussolini foi assassinado pela própria população italiana, cansada da devastação causada por um homem cruel e assassino. Não houve benfeitorias para a massa, o povo sofreu com a mão pesada do ditador e viveram anos de devastação, dor e sofrimento.

 

NADA dentro do fascismo ampara a nação, esse regime  é a vontade doentia de um ser que acredita estar acima de todos e da LEI,  e que a decisão de uma nação está atrelada à vontade desse ditador. O fascismo é um regime de doentes que se satisfazem com o derramamento do sangue daqueles que se opõe às suas regras.

Para finalizar, na minha opinião, qualquer semelhança entre o fascismo e o governo atual do Brasil, não é mera coinscidência! Fica ligado, na dúvida, analise todos os candidatos e responda nas urnas a favor da classe social que você faz parte, e lembre-se, o poder pertence ao povo, mas esse  precisa saber que o poder está na união da grande massa de codinome POVO!

Sem Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *